R$0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x

Syrah

Syrah

1 Iten(s)

   

Syrah

1 Iten(s)

   

Para os franceses, Syrah. Para os australianos, Shiraz. Chame-a como quiser. Mas desfrute seus prazeres.

Essa é uma das cepas mais antigas que conhecemos. Em contrapartida, uma das mais interessantes, da atualidade.

Dizem que essa é uma cepa nativa do Rhône....

Para os franceses, Syrah. Para os australianos, Shiraz. Chame-a como quiser. Mas desfrute seus prazeres.

Essa é uma das cepas mais antigas que conhecemos. Em contrapartida, uma das mais interessantes, da atualidade.

Dizem que essa é uma cepa nativa do Rhône. Mas outros dizem que não, que essa uva foi trazida do Oriente Médio por um cavaleiro das Cruzadas, e que é nativa da cidade iraniana de Shiraz, daí seu nome. Há uma lenda, também, que diz que seu nome refere-se à expressão “Darou-é-Shah”, que quer dizer o remédio do rei. Aliás, se quiser ler mais sobre a origem do nome de algumas castas, clique aqui.

No Rhône, essa é a principal cepa, presente em varietais e em famosos cortes. Na Austrália, é um ícone. Mas, além disso, é amplamente cultivada, em muitas outras regiões do mundo, como a francesa Provence, a África do Sul, a Califórnia... Na realidade, é uma cepa cultivada em praticamente todos os países produtores de vinho.

As vinhas dessa uva tendem a crescer de forma abundante, o que exige muito controle pelo viticultor, que deve realizar podas para concentrar o sabor das uvas.

Mesmo a maioria dos vinhos produzidos à base de Syrah sendo tintos secos, é possível também encontrar essa uva em espumantes, rosés, e até em vinhos de sobremesa.

Essa uva é muito influenciável pelo terroir, adquirindo sabores e características bem diferentes, dependendo de onde é cultivada. Apreciadores de vinhos costumam gostar de Syrah, ou Shiraz, de estilos variados.

O típico Syrah do Velho Mundo é medianamente escuro e tem um sabor concentrado, muitas vezes com notas de terra. Esse costuma ser um vinho denso, esfumaçado e herbáceo.

Já os exemplares do Novo Mundo em geral são mais escuros, mais opacos, mais alcoólicos, mais frutados e com taninos mais intensos.

Os aromas mais frequentemente associados à Shiraz são framboesa, amora, ameixa, cereja, groselha, pimenta, canela, cravo, chocolate, baunilha, café, couro, fumo, menta, anis, flores selvagens e violetas.

As melhores harmonizações de um Shiraz acontecem com carne bovina, cordeiro, vitela, carne de porco e queijos duros e semiduros. Temperos fortes, como alho, cebola, pimenta, mostarda, alecrim, tomilho e louro, também são bons parceiros.

E, independente da harmonização, o melhor parceiro para esse vinho, sem dúvida, somos nós!

mostrar mais +