R$0,00
0 item(s)

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x

Vinhos Tintos

Vinhos Tintos

1 - 36 de 80 resultados

   

  1. 1
  2. 2
  3. 3

Vinhos Tintos

1 - 36 de 80 resultados

   

  1. 1
  2. 2
  3. 3

Vinho Tinto é a categoria de vinhos mais procurada pelo mundo.

No caso da produção de um vinho tinto além da utilização de uma casta tinta apropriada, é n...

Vinho Tinto é a categoria de vinhos mais procurada pelo mundo.

No caso da produção de um vinho tinto além da utilização de uma casta tinta apropriada, é necessário que as uvas sejam processadas juntamente com as suas cascas. A fase da vinificação, onde as uvas são esmagadas e processadas é chamada de maceração. A maioria das vinícolas, atualmente, pratica a maceração mecanizada, sem contato humano.

Antigamente, em produções caseiras de vinhos tintos, costumava-se esmagar as uvas com os pés, em recipientes de madeira ou de pedra. Esta tradição ainda é preservada em algumas poucas vinícolas.

Ao mesmo tempo enquanto ocorre a maceração, acontece a primeira fermentação, chamada alcoólica, pois é quando o açúcar das uvas se converte em álcool. Neste momento, é essencial que haja um controle total tanto da temperatura quanto do tempo de duração do processo. Os produtores e enólogos devem estar atentos a cada detalhe da fermentação para garantir que o vinho tinto resultante tenha as qualidades desejadas. Temperatura, contato com o ar, oxigenação, presença ou não de leveduras, etc, tudo tem que ser cuidadosamente analisado.

Esta fermentação dura de quatro dias a uma semana. Em regra geral, quanto maior a temperatura no processo, mais encorpado será o vinho; e quanto mais demorada e arejada, mais frutado ele será. Pode haver uma segunda fermentação, chamada malolática, quando há uma redução controlada da acidez total do vinho tinto, que dura entre uma e sete semanas.

Após esta etapa, o processo de vinificação chega ao seu final. A maturação do vinho, então, começa, de maneira gradual e sem alarde. Claro, de acordo com cada região, criatividade do enólogo e filosofia da vinícola, o vinho tinto ganha características próprias. Ele pode ainda passar por uma fase em madeira, descansando em barris de carvalho francês ou americano por determinado período.

Todo o processo é bem mais complexo do que o descrito acima, mas, de maneira geral, desconsiderando a singularidade de cada produtor, são exatamente estas as etapas fundamentais na criação de um bom vinho tinto. O resultado é estabilidade, complexidade, suavidade, maciez, sabor apurado, novos aromas, todas essas qualidades estarão presentes no vinho tinto, engarrafado e pronto para o consumo.

 

mostrar mais +